História Pastorais Movimentos Comunidades Padres Dom Orione Notícias Seminário


Assembleia Diocesana elege Iniciação à Vida Cristã como prioridade em 2017

Neste fim de semana, os 160 participantes da 21ª Assembleia Diocesana de Pastoral da Diocese de Criciúma elegeram como prioridade para a ação pastoral em todas as paróquias, no ano de 2017, o tema Iniciação à Vida Cristã. Padres, religiosos, religiosas e leigos estiveram reunidos na noite de sexta-feira, 14, e durante todo o dia de sábado, 15, na Fundação Shalom da Família, em Linha Batista, Criciúma.
 
Com o objetivo de buscar luzes para a proposição de atividades e estratégias comuns para a Igreja diocesana no próximo ano, os participantes tiveram a colaboração do assessor eclesiástico da Pastoral Catequética da Diocese de Caçador, padre Márcio Martins. Em sua explanação, padre Márcio ressaltou que o tema da Iniciação à Vida Cristã não se trata de algo novo, mas tão antigo quanto a própria Igreja e provou isso através de documentos da Igreja e outras publicações, e falou da necessidade e da urgência deste processo.
 
Uma catequese adequada à mudança de época
 
Padre Márcio comparou o processo de Iniciação à Vida Cristã à passagem bíblica em que um eunuco voltava de peregrinação à Jerusalém e acolheu o anúncio de Felipe sobre Jesus, que embarca com ele na carruagem (Atos 8, 26-40). "Não dá para fazer iniciação sem fazer a viagem junto, sem andar pelo caminho deserto. Não dá para fazer iniciação sem embarcar na carruagem do tempo, sem entender o que a gente está vivendo. Eu percebo muitos catequistas sofrendo, gastando esforço com aulas de moral para pais, mães, avós, responsáveis pelos catequizandos. Lições de moral querendo negar a mudança de época que a gente está vivendo. Um saudosismo de 'no nosso tempo não era assim' (...) Não dá para a gente querer não embarcar na carruagem: tem que embarcar, tem que fazer a viagem junto, tem que se tornar a Palavra viva. O eunuco tinha a Bíblia. Porque ele precisava de alguém para falar de Jesus para ele? A Bíblia estava falando. Hoje temos a Bíblia por tudo: nos para-brisas dos carros, na tela do celular, no facebook. A palavra escrita está ali, está à vista aos nossos olhos. O que é necessário? É necessária a Palavra vivida! É necessária a Palavra testemunhada, a palavra de quem experimentou, melhor dizendo, de quem experienciou a graça de Deus, como foi o caso de Felipe. Essa é a grande tarefa da comunidade cristã: subir no carro da vida das pessoas, das famílias, sobretudo dos adultos, também das crianças e anunciar Jesus". 

Iniciação à Vida Cristã vai além da catequese
 
Segundo o assessor do primeiro dia da Assembleia, a Iniciação à Vida Cristã impele mergulhar no mistério da pessoa de Jesus Cristo, participar da comunidade e receber os sacramentos. Nisso tudo, "imergir em um novo jeito de ser que sinalize uma mudança de vida, de comportamento". Padre Márcio alertou que a Catequese é apenas uma parte do processo da Iniciação à Vida Cristã e que não deve ficar limitada somente à preparação para os sacramentos, fazendo deles um ponto de chegada, mas de partida, promovendo a união entre catequese e liturgia.
 
Conforme padre Márcio, há tempos a Igreja demonstra consciência das necessidades na evangelização, questionando paradigmas no modo de transmitir a fé, diante da mudança de época. Recordando o Documento de Aparecida, o presbítero afirmou que a Iniciação Cristã é um desafio que deve ser encarado com decisão, coragem e criatividade evangelizadora. "A gente supõe que as pessoas têm fé, que as pessoas conhecem a Igreja, os sacramentos. A gente supõe tudo isso e quando começa a trabalhar com os pais, com qualquer grupo, começa a perceber que, às vezes, as sedes eram outras. O povo queria uma experiência de fé e a gente ofereceu uma doutrina pronta, a gente deu o pressuposto à fé. O paradigma da iniciação cristã questiona o nosso jeito de fazer, não só lá na catequese, com as crianças, mas todo o nosso jeito de fazer. Temos que ser mais mistagógicos em tudo o que a gente faz. No fundo, a Iniciação à Vida Cristã quer formar a nossa identidade de cristão; os sacramentos são sinais desta identidade. (...) Antigamente se achava que a missão era bem longe; a missão está bem perto de nós. A missão de despertar para a fé está muito mais próxima do que a gente imagina. Muitos daqueles que se coloca para coordenar comunidades não fizeram uma experiência genuína de fé. O desafio da iniciação questiona isso. Se não plantarmos cristãos, não vamos ter mais lideranças", alertou o assessor.
 
Iniciação à Vida Cristã em todo o Brasil

Na manhã de sábado, o Bispo Diocesano, Dom Jacinto Inacio Flach, que também é o bispo referencial da Animação Bíblico-Catequética no Regional Sul 4 da CNBB (Santa Catarina), contou sobre a preocupação dos bispos do Brasil acerca do tema da Iniciação à Vida Cristã em todas as dioceses, com a unidade na elaboração de roteiros de catequese, baseada no Itinerário Catequético formulado pela Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB. Dom Jacinto falou da esperança do Papa Francisco, transmitida através do Dicastério para a Nova Evangelização sobre a Iniciação no país. Dom Jacinto também falou de aspectos positivos na Diocese de Criciúma, com formações pré-agendadas, documentos a serem estudados e salas de catequese que, aos poucos, estão sendo remodeladas em espaços litúrgicos, propícios à vivência da espiritualidade. O bispo diocesano destacou que, em 2017, o tema central da Assembleia Geral da CNBB será, justamente, a Iniciação à Vida Cristã.
 
Assembleia conhece avaliação sobre a ação pastoral de 2016
 
Durante a manhã, a Coordenação Diocesana de Pastoral, através do coordenador, padre Joel Sávio, apresentou a avaliação da ação pastoral de 2016, escrita a partir das contribuições de 21 grupos das seis comarcas pastorais da Diocese de Criciúma. A síntese mostrou que 100% dos projetos que foram seguidos colaboraram pastoralmente em cada paróquia, com ênfase para a vivência do Ano Santo da Misericórdia e fortalecimento dos trabalhos e colaboração mútua entre os serviços e movimentos.

Entre as atividades promovidas, foram destacados os mutirões de confissão, as peregrinações temáticas, a vigília 24 horas para o Senhor, as celebrações de Pentecostes e a Semana Nacional da Família. Outras ações que foram realizadas e destacadas foram as escolas paroquiais de lideranças, o resgate de celebrações populares e paralitúrgicas. 

Atualização do Plano Diocesano de Pastoral 
A manhã também foi dedicada a reflexão sobre a necessidade de atualização do Plano Diocesano de Pastoral, através da contribuição do vigário geral, padre Wilson Buss, sendo que uma comissão deve ser criada a fim de conduzir este trabalho no ano de 2017. 

Pré-projeto para Iniciação à Vida Cristã
Em seguida, padre Joel apresentou o pré-projeto de ação pastoral sobre o tema Iniciação à Vida Cristã, com estratégias contendo formações específicas ao clero e catequistas e acolhida dos novos itinerários de catequese. 

Assembleia elege prioridades
Dentro do tema Iniciação à Vida Cristã, no período da tarde, após a realização de trabalhos em grupo, os membros da 21ª ADP elencaram como prioridades para a ação pastoral do próximo ano que haja espaços propícios à formação com todas as lideranças paroquiais; a realização do Congresso Diocesano de Catequese em junho; momentos de estudo com equipes de preparação para o Batismo e para o Matrimônio; estudos e agenda comum entre as comarcas; acompanhamento de noivos com visitas das equipes paroquiais de preparação para o Matrimônio; intensificação do trabalho com as crianças, com coroinhas, dízimo-mirim e Infância e Adolescência Missionária; além de incentivar a oração em família, através da celebração da novena de Pentecostes, culminando com a solenidade na comunidade.

Atividades diocesanas também são aprovadas
Os membros da 21ª ADP também aprovaram atividades diocesanas, com datas pré-estabelecidas, como a peregrinação das imagens do Sagrado Coração Misericordioso de Jesus e de Nossa Senhora de Caravaggio por todas as paróquias, em preparação aos jubileus de 50 anos do Santuário e de 100 anos da Catedral, de 10 de março a 12 de abril; estudos diocesanos da Campanha da Fraternidade, nos dias 16 e 18 de fevereiro, e a próxima Assembleia de Pastoral, de 20 a 21 de outubro. Em 2017, a Diocese de Criciúma também acolherá a Missão Jovem Regional, promovida pela Pastoral da Juventude de SC, que será realizada de 12 a 15 de outubro na Paróquia Nossa Senhora de Salete.

Padre Joel Sávio permanece na Coordenação de Pastoral
Ao final da Assembleia, Dom Jacinto Flach anunciou que o atual Coordenador Diocesano de Pastoral, padre Joel Sávio, há quatro anos nesta função, permanecerá pelos próximos dois anos a frente ainda da Coordenação. Ele e padre Antonio da Silva Miguel Júnior foram os mais votados pelo Conselho Diocesano de Pastoral, entretanto, padre Antonio Júnior terá que se dedicar, nos próximos três anos, ao Mestrado em Direito Canônico, com o objetivo da implantação do Tribunal Eclesiástico na Diocese.
 

Novo padre assumirá missão em Tocantins
A manhã de sábado também foi marcada pela celebração da santa missa, presidida pelo Bispo, na capela da Fundação. Na missa, Dom Jacinto convidou o padre Antonio Mendes a relatar sua experiência missionária pelo projeto Igrejas Irmãs na Paróquia Santo Antônio, de Dueré (TO), Prelazia de Cristalândia. Padre Antônio, após um trabalho esmerado de quatro anos, retorna, no ano que vem, à Diocese de Criciúma. Em seu lugar, assume a missão o padre Alex Sandro Serafim, hoje administrador paroquial da Paróquia São Roque, em Timbé do Sul.